Brasileirão

Santos segura pressão do Vasco e conquista ponto importante no Rio

Publicado em 16 de julho de 2017, às 18h00

O Santos conseguiu arrancar um ponto importante para seguir na briga pelos primeiros lugares do Campeonato Brasileiro. Na tarde deste domingo, o time alvinegro empatou sem gols com o Vasco, no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, pela 14ª rodada. Os paulistas jogaram com um a menos os dez minutos finais.

O Santos segue em terceiro lugar, com 24 pontos, na zona de classificação direta para a Libertadores. O Vasco, por sua vez, é apenas o oitavo colocado, com 20, ainda na briga pela vaga.

Em jogo realizado com portões fechados - o Vasco cumpre punição pelas confusões no clássico contra o Flamengo, as duas equipes fizeram um primeiro tempo muito fraco, sem grandes oportunidades de gols. Acostumados com a pressão de São Januário, o time carioca tentou acabar com a frieza da partida em cobranças de bola parada. Na chance mais perigosa, Pikachu cobrou buscando o angulo e acertou o travessão de João Paulo, substituto do lesionado Vanderlei.

O Santos apostava em contra-ataque para tentar surpreender o adversário, mas não conseguiu caprichar no último passe e praticamente não finalizou ao gol de Martín Silva. Antes do intervalo, porém, Bruno Henrique levou perigo em cabeçada, que acabou saindo sobre o gol.

O Vasco voltou pressionando depois do intervalo. Thalles, logo aos cinco minutos, assustou em cabeçada. O centroavante era o mais acionado e levou perigo novamente, aos 15, em chute de fora da área, que obrigou João Paulo a fazer grande defesa. O tempo foi passando e o Santos esfriando o adversário com a boa atuação do seu sistema defensivo.

Os ânimos do Vasco voltaram a ser renovados com a expulsão de Daniel Guedes, que tomou o segundo amarelo. Mesmo assim, o Santos manteve a postura sólida atrás e evitou a pressão do time da casa.

Os dois times voltam a campo na próxima quarta-feira. O Santos recebe a Chapecoense, na Vila Belmiro, às 19h30. Mais tarde, o Vasco visita o São Paulo, às 21h50, no Morumbi.

Penalty Kappa Marabraz Canon Amanco